domingo, 18 de janeiro de 2015

Faz-me confusão.

Há uma questão relacionada com as notícias que me surpreende. Após a primeira e infeliz morte nas urgências de um hospital, várias outras notícias surgiram sobre o mesmo. Faz-me lembrar a altura em que os noticiários diziam que mais uma pessoa de idade tinha morrido sozinha em casa. Deixaram de morrer, entretanto? E só este ano morrem pessoas nas urgências? 

Atenção,  não digo que estas notícias não devem ser noticiadas. Devem! Devem mesmo! O que me intriga é porque é que estas notícias só aparecem de vez em quando e durante um tempo definido? Não entendo. Será que estas notícias "vendem" durante um tempo e depois deixam de ter um propósito? Por vezes pergunto-me o que está por trás da escolha das notícias a aparecem em televisão. 

4 comentários:

Til disse...

É melhor não quereres saber o que está por trás das notícias.Às vezes é melhor viver na ignorância...

Maria disse...

Há muuuuito tempo que morrem pessoas, á espera, em hospitais. Por aqui, o de Almada é conhecido, entre as pessoas da terra, pelo 'hospital dos mortos'...só isto, diz tudo do hospital e do seu mau (péssimo, na verdade) funcionamento.

Diana Spencer disse...

Ora, não podia dizer melhor...

A.C. disse...

São ótimas questões que por acaso já debati numa aula de Português. Acho que quem não trabalha nos noticiários não percebe as razões para tais escolhas mas, é muito provável que exista alguma lógica nisso no fim de contas, o que parece importar é o dinheiro e nada mais :s!