quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Os caprichos da Olívia

No começo das férias, eu tinha uma certa quantidade de dinheiro que deixei para usar ao longo do verão. Na minha eterna ingenuidade pensei que nem iria gastar quase nada, pois não havia assim nada que precisasse de comprar.
Havia aquelas coisas onde tinha mesmo de gastar dinheiro, como no combustível, na inspeção do carro, etc. Fora isso, nada mais.
Está bem, está!
Fui muito caprichosa este verão, cedi a todos os meus caprichos. Comprei duas malas e uma bastava; tinha uma carteira em ótimo estado, mas apeteceu-me mudar; comprei dois casacos, sendo que um foi puro capricho, o castanho de pele estava mesmo a precisar de algo assim. 

Mas, o maior capricho, o maior de todos, foi a compra do meu querido, lindo e maravilhoso tablet. Eu até tinha um, tinha. Fraquinho, mas tinha. Só que tive assim uma necessidade fútil de comprar um novo e em bom. 



Adoro-o. Levo-o para todo o lado. Vejo mails e envio mails com ele, ouço horas de música no Spotify, vejo filmes e séries nele e tenho carradas de jogos. Foi o meu maior capricho, mas sabem que mais? Adoro-o e ainda bem que o comprei!

11 comentários:

Ana Rita disse...

Às vezes ceder não faz mal!! Mas só ás vezes ahah

Cloe F. disse...

Eu estou a juntar dinheiro para um há muito , no entanto agora estou de novo a zeros , com a conserto do meu portatil e a carta de condução fiquei sem nenhum dinheiro para o meu adoravel tablet

Sys Arancia disse...

Eu também gostava de um, mas depois penso... Será que preciso mesmo?
kiss na cheek

Sys Arancia disse...

r.: Pára de me fazer inveja, ok? Que má!
kiss na cheek

Sys Arancia disse...

r.: Eu também odeio cabeleireiros, a única que gostei foi para a Suíça. E eu tinha hora marcada! Não odeio, mas também não adoro.
kiss na cheek

Joana disse...

Quando cedo a um capricho mais caro costumo fazer uma espécie de "conta mental" e dividir o preço do objecto pelo número de vezes que acho que vou usá-lo... Há coisas caras que, dessa forma, saem muito mais baratas. Ou porque gostamos tanto delas que as usamos muito, ou porque são de melhor qualidade e duram tanto tempo que acabamos por as usar mais vezes do que objectos semelhantes de qualidade inferior.

A disse...

E fizeste tu muito bem, também precisamos de nos mimar de vez em quando! :)

Catarina Bernardo disse...

Como te compreendo! Adoro comprar miminhos!

Ana Rita disse...

r: Obrigada Olivia :D

Kate disse...

E fizeste tu muito bem! Por vezes, sabe bem mimar-mo-nos um bocadinho!

Joana Rosa disse...

às vezes também sabe bem um mimo para nós! =)